VOCÊ DEVIA OUVIR ISTO: Moby, Play

Dia Indicado para ouvir: Segunda-Feira.
 
Hora do dia indicada para ouvir: Oito da Noite.
 
Definição em um poucas palavras: Eletrônico, Adulto, Baladas, Classudo, Jazzístico, Melancólico,  Sentimental, Triste, Urbano.

Estilo do Artista: Música Eletrônica.
 
Comentário Geral:  Descrever em linhas gerais um álbum que marcou a história da música como o primeiro a vender todas as suas canções para o cinema, publicidade ou televisão é complicado, pois importantes nuancess acerca da obra ficarão de lado. Como se não bastasse, das quase duas dezenas de canções presentes no álbum, nove se tornaram singles de sucesso. A primeira vez que escutei uma canção deste álbum, nem fazia ideia de quem era Moby e muito menos que era intitulada Porcelain. Entretanto, ela me chamou mais a atenção do que a trama do filme do qual ela fazia parte da trilha sonora. Muito por causa de sua estrutura diferente dentro da música eletrônica que, apesar de se valer de samples, suas harmonias iam na contra-mão da festividade costumeira, trabalhando em prol de uma sensibilidade musical apurada. Somente anos mais tarde tomei contato com o álbum Play, podendo entender um pouco mais da visão diferenciada acerca da música eletrônica que Moby produzia. Não que sua ideia fosse extremamente original, todas as bases de sua música já eram usadas em larga escala desde meados dos anos oitenta. Foram suas influências que fizeram a diferença. Assumidamente um admirador das velhas baladas soul, ele inseriu samples de música folk, gospel e antiguidades do soul, ambientando suas composições fora das fronteiras comuns do estilo e fornecendo-lhe um toque mais sofisticado. O amálgama musical apresentado neste álbum tinha como ingredientes a música eletrônica, jazz, pop, blues, gospel e pitadas de rock, angariando fãs de inúmeras tribos e idades, tornando a sua versão de música eletrônica mais acessível aos não iniciados às sonoridades eletrônicas. Todos estes estilos decorrem da aprendizagem musical de Moby que iniciou seus estudos musicais debruçado em um violão clássico, posteriormente frequentou bandas de hardcore e rock alternativo, até ir trabalhar como D.J. para se manter financeiramente. Sua visão de música eletrônica é descrita por ele mesmo como “qualquer música realizada com instrumentação não tradicional, contendo, ou não, samples”, mas ele nunca se viu como um artista restrito a este nicho. Realmente, à época do lançamento de Play, ele inovou em estúdio e fora dele, com apresentações pouco comuns a artistas do gênero. Musicalmente distante de seus primeiros álbuns que transbordavam influências clubbers, as composições de Moby aqui elencadas ainda traziam resquícios de dance music, como em Honey (com sample de Bassie James) e Bodyrock, porém a maioria das canções transitam entre o antigo e o moderno, aliados a uma sensibilidade musical estupenda, com destaques máximos para a já citada Porcelain, Honey, Run On (com vocais de Landford and The Landfordaries), Find My Baby, Southside e a pérola mais brilhante, Why Does My Heart Feel So Bad, uma canção que nasceu como uma genérica canção techno e ficou belíssima ao ser fundida com a tristeza do blues, contribuição dos poderosos vocais do coro gospel The Shining Light. Um álbum como este deve ser apreciado não por simplesmente ser um marco da música moderna, mas por sua musicalidade sensível e brilhante.  

Ano: 1999.
 
Top 3: Porcelain, Why Does My Heart Fell So Bad?, Natural Blues.
 
Formação:  Moby (todos os instrumentos).

Disco Pai: Kraftwerk: Autobahn (1974)
 
Disco Irmão: Massive Attack: Mezzanine (1998).


Disco Filho: Fatboy Slim
Big Beach Boutique (2002)  

Curiosidades: Moby, que escolheu seu nome artístico em homenagem ao Herman Melville, de quem é um descendente direto, é um defensor da causa dos animais e declaradamente “vegano”. Na época deste álbum, o sucesso foi tão grande, que Michael Stipe (vocalista do R.E.M.) já não aguentava mais ser confundido com Moby. Além disso, o artista alega só tocar o que gosta, ser seu DJ preferido e gostar de todos os discos que já produziu.

Pra quem gosta deSofás de lounge, bebidas sofisticadas, comida vegetariana e músicas calmas. 

 

Anúncios

E aí? Curtiu? Conte-nos o que achou desta postagem, mas seja educado, por favor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s