ATUALIZANDO A DISCOTECA: Michael Kiwanuka, “Love & Hate” (2016)

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

love20and20hate
Michael Kiwanuka: “Love & Hate” (2016, Polydor)

Michael Kiwanuka demorou quatro anos para nos apresentar seu segundo álbum! E valeu cada segundo da espera. Comparado a Bill Withers, Randy Newman e Otis Redding por seu primeiro álbum, este filho de refugiados de Uganda que se dirigiram para o norte da Inglaterra, pegou as influências latentes da música negra americana, seja ela soul music, folk ou blues, de seu primeiro álbum, “Home Again”, que o colocava na encruzilhada entre Ottis Redding e Van Morrison, e adicionou muita personalidade, combinando a sonoridade retrô com nuances modernas, numa caleidoscópica evolução de psicodelia, tradicionalismos da música negra e doses controladas de groove, intersectando o clima vintage de outrora com uma instrumentação mais vasta, dotada de muita introspecção melancólica, melodias altamente emocionais e guitarras lisérgicas. E por falar em melodia,  podemos dizer que este é um álbum construído sobre melodias, mas com cores diferentes das usuais dentro da soul music moderna, numa abordagem quase lúdica e onírica do estilo. E por falar em guitarras lisérgicas, o que elas aprontam em “The Final Frame”, um blues/soul de arrepiar que fecha o álbum, e na épica “Cold Little Heart” (forte concorrente a melhor música do ano), faixa de abertura e, quiçá, a obra-prima da carreira de Kiwanuka, dará orgulho a nomes como David Gilmour e Eddie Hazel, sendo que estas faixas já valeriam o álbum. Mas ainda temos “Love & Hate”, “Black Man In The White World”, “Falling”, “Place I Belong”, “Rule the World” “Father’s Child”, que imprimem um bem vindo saudosismo ao reconstruir os classicismos da soul music, com backing vocals de arrepiar, evocando as mais diversas vertentes da música negra. Michael Kiwanuka enfim confirma as expectativas em torno de seu nome, com um segundo passo classudo e emocional em sua carreira evidenciando um grande amadurecimento como músico e compositor.

NOTA: 10

Anúncios

1 comentário Adicione o seu

E aí? Curtiu? Conte-nos o que achou desta postagem, mas seja educado, por favor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s