ATUALIZANDO A DISCOTECA: Volbeat, “Seal The Deal And Let’s Boogie” (2016)

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

volbeat-1
Volbeat: “Seal the Deal & Let’s Boogie” (2016, Vertigo Capitol, Universal Music GmbH) NOTA:4,0

Confesso que nunca entendi a empolgação no meio Heavy Metal para com o Volbeat. Afinal, todas as canções se valem da mesma fórmula comercial, quase um Pop Metal, baseada em linhas vocais pegajosas, riffs radiofônicos e um falso espírito ousado, sendo tudo muito bem feito, apesar dos arranjos simplórios, mas com louváveis solos de guitarra. “Seal The Deal And Let’s Boogie” segue à risca este já tradicional modus operandi da banda de Rob Caggiano, guitarrista e baixista, ex-Anthrax, não sendo tão leve que incomode (exceto pela “popesca” “Marie Laveau”)  ou tão pesada que ofenda, flertando até mesmo com uma pegada pop/punk mais moderna. No álbum anterior, “Outlaw Gentlemen & Shady Ladies” (2013), ensaiavam uma versatilidade de estilos e enganavam um pouco mais em sua clara formatação para atingir roqueiros que passaram da fase pop-punk, mas não são tão corajosos para o Slipknot. Aquele álbum quase me pegou se não fossem tão flagrantes os inorgânicos encaixes de climas pseudo-diferenciados.

Já neste novo álbum, o único detalhe fora do padrão é o vocal de Michael Poulsen, que dá um clima oitentista perene ao trabalho, mas que deixa-o com cara de uma parceria inusitada do Good Charlotte com Peter Steele, ou do Simple Plan com Glenn Danzig.

Como se isso já não fosse bastante decepcionante, tudo soa muito pasteurizado e genérico, com pretensão de não sê-lo, e que acaba não emocionando ou empolgando o ouvinte. Destaques? Nada por inteiro… “Battleship Chains” por exemplo, é um punk rock sem sal, mas com ótimas guitarras sulistas, enquanto  de “The Gates of Babylon” só se salvam os arabescos dos riffs interessantes. Ao longo do álbum tudo soa assim, num caldo sem graça com parcos detalhes sólidos e saborosos. Não foi desta vez que a banda me conquistou!

Confira o clipe da faixa “The Devils Bleeding Crowd”

 

Anúncios

3 comentários Adicione o seu

  1. Não concordo de maneira alguma com sua análise, porém respeito sua opinião. O álbum é um sucesso comercial e um sucesso entre o público rock, e grande parte dos headbangers, em sua maioria, curtiram. Mas fazer o que, gosto é gosto, sempre tem quem não goste, mesmo sendo a minoria….

    Curtido por 1 pessoa

    1. Exatamente Elias… É tudo questão de gosto! Mas não podemos qualificar positivamente nada, muito menos música, pela popularidade! Kate Perry ou Anitta são extremamente populares, e nem por isso produzem boas músicas… Abraços!

      Curtido por 1 pessoa

      1. Sim, por esse motivo citei quais públicos o album do volbeat tem feito sucesso, e até para os mais exigentes (inclusive os xiitas) e os da linha “old school” do rock tem feito sucesso esse álbum. Abraço!

        Curtir

E aí? Curtiu? Conte-nos o que achou desta postagem, mas seja educado, por favor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s