ATUALIZANDO A DISCOTECA: Kegan DeBoheme, “Wildflowers Withers” (2014)

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

17e48-a0395817072_2
KEGAN DEBOHEME: “Wildflowers Withers” (2014, Withered Rivers Records).

Em sua página pessoal, este moderno trovador australiano é referenciado como “possuído pelos sombrios fantasmas sem remorsos dos mares do sul”. Na melhor escola da música melancólica, Kegan consegue mesclar de modo notório elementos de eras distintas do rock. Buscou tons harmônicos escuros nas décadas de 60 e 70, porém, embalou-as com exímios arranjos pinçados na cena roqueira dos anos 1990 e por fim, entrelaçou-as com sua confortável voz. É incrível como estas canções transpiram sensibilidade musical sem a necessidade de “gritar” por atenção, nos fisgando desde a primeira audição. A impressão é que Kegan consegue formatar um ambiente musical tão familiar e acolhedor que se torna impossível ser indiferente ao seu trabalho, sendo a empatia quase que um corolário de habilidade como compositor. Sem dúvidas, após a primeira audição de qualquer uma das sete canções listadas, em especial Wildflower’s Wither, The River (impossível não lembrar de Neil Young) e o blues Damp & Grey, vais aceitar minha teoria de que se Nick Drake fosse contemporâneo da cena grunge de Seattle, seus álbuns  estariam nestes moldes.

Anúncios

E aí? Curtiu? Conte-nos o que achou desta postagem, mas seja educado, por favor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s