ATUALIZANDO A VIDEOTECA: Dismember, “Under Blood Red Skies” (2009)

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Resultado de imagem para Dismember, "Under Blood Red Skies"
Dismember: “Under Blood Red Skies” (2009, Regain Records, Shinigami Records)

O Dismember é um dos grandes pilares do Death Metal sueco, seja pelas características sonoras pioneiras e influentes, ou pela fidelidade ao estilo, sem nunca se desvencilhar dele, até o fim das suas atividades em 2011. “Under Blood Red Skies” é um DVD duplo, que registra a banda em sua turnê de 2008, com passagens pela Holanda, e pelo festival Party San Open Air”, na Alemanha, além de um documentário e entrevistas.

No primeiro DVD temos a apresentação dinâmica, energética, violenta e técnica no festival alemão, na íntegra, refletindo uma banda entrosada, que poderia ter um som mais encorpado no registro, mas nada que resulte em prejuízo ao material, muito pelo contrário, evidenciando bem a potência da cozinha e a sonoridade “serra elétrica” das guitarras. É possível distinguir cada elemento das músicas e dos vocais cavernosos, e curtir a furiosa postura de palco por ângulos interessantes e ótima captação de imagens.

No início de carreira, o Dismember foi classificado por um jornal britânico como indecente e obsceno, precisamente após o lançamento do antológico “Like an Everflowing Stream” (1991), primeiro álbum e marco do Death Metal, que empresta “Soon To Be Dead”, “Skin Her Alive”, “Dismembered”, “In Death’s Sleep” “Overdrive of Overture” ao set list do  primeiro DVD, sendo, sem dúvidas, o ápice da apresentação, que ainda busca “Indecent and Obscene” (1993), clássico segundo álbum, a pedrada “Skinfather”.

Confira um trecho do primeiro show… 

Certamente, esse são os melhores momentos do show, assim como esses dois álbuns são os mais brilhantes momentos da discografia do Dismember. E é justamente nestes momentos que percebemos a marcante identidade do modelo sueco do Death Metal, com bastante buzzsaw nas guitarras.

Confesso que senti falta de pérolas como “Casket Garden”“I Saw Them Die”, do experimental álbum “Massive Killing Capacity” (1995), que é representado aqui por “Life-Another Shape of Sorrow”, ficando clara a maior dose de melodia que a banda apresentava neste momento da carreira, que seria abonado já no próximo e agressivo álbum, “Death Metal” (1997), aqui representado pela trovejante “Stillborn Ways”, que abre o show.

Completando o set list temos as faixas “Under a Blood Red Skies”, “Death Conquers All” “Dark Dephts”, pertencentes ao álbum “Dismember” (2008), trabalho divulgado nesta turnê e que nasceu em meio a um turbilhão que levou ao fim das atividades da banda, e “Forged With Hate”, o elo mais fraco do set list num conjunto tão coeso, assim como o álbum “Where Ironcrosses Grow” (2004), de onde foi pinçada, é o mais fraco do robusto e agressivo legado do Dismember.

Sem título

O Dismember é um dos grandes pilares do Death Metal sueco, seja pelas características sonoras pioneiras e influentes, ou pela fidelidade ao estilo, sem nunca se desvencilhar dele até o fim das suas atividades em 2011, e este  “Under Blood Red Skies”, DVD duplo, registra a banda em sua turnê de 2008, em suas passagens pela Holanda e no festival “Party San Open Air”, na Alemanha, além de um documentário e entrevistas.

No segundo DVD temos um documentário com cenas de bastidores, a diversão nas turnês, a visão dos membros da banda sobre a vida na estrada e a fama de azarada que a banda carrega. Além disso tudo, ainda discorrem sobre a relação com os fãs, revelam que escolhem o set list  apenas quinze minutos antes do show, escrevendo-os nos lugares mais inusitados (inclusive nas costas de um fã). Ainda temos um registro interessante da histórica turnê de 2008, ao lado de Grave, Entombed e Unleashed, que teve problemas com a organização, mas com shows históricos, além dos trechos do show da Holanda, e cenas de estúdio que revelam a forma com que trabalham, justificando, com toda sinceridade, a opção pela forma analógica.

No fim, temos um material histórico de um dos mais importantes nomes da história do Death Metal, obrigatório em toda coleção de adoradores, não somente do metal da morte, mas do Heavy Metal em geral!

Anúncios

E aí? Curtiu? Conte-nos o que achou desta postagem, mas seja educado, por favor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s