ATUALIZANDO A DISCOTECA: Nenê Altro, “Classe de 1972” (2017)

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Nene Altro Classe de 1972
Nenê Altro: “Classe de 1972” (2017, Monstro Discos) NOTA:8,5

Nenê Altro é um dos grandes nomes do Rock Nacional, principalmente do underground, enquanto liderava a banda Dance of Days. Militante anarquista, e escritor, Nenê entra em mais uma fase de sua carreira (depois de anunciar o retorno do Dance Of Days com o álbum “Amor-Fati” [2016]) ao lançar seu primeiro álbum solo após quase três décadas de carreira, intitulado, “Classe de 1972” (uma óbvia referência ao ano de seu nascimento), via Monstro Discos.

E a ótima faixa “Estilo Baixa Classe” se incumbe de abrir tanto o álbum, quanto esta nova fase de sua carreira, com batida envolvente, melodias bem sacadas, e o DNA de Nenê em cada curva dos arranjos, em cada harmônia da intensidade roqueira envolvida em melancolia urbana, ou nos versos despretensiosos, mas inteligentes, e bem alocados na métrica de cada composição (como na ótima “Ainda Estou Aqui Esperando Por Você”).

Sabe aquela música deliciosa de cantar junto e até mesmo acompanhar ao violão? Pois então, este fenômeno que beira a raridade nos dias de hoje vai começar ali em “Estilo Baixa Classe”, passar pela emoção roqueira de “A Falta é o Inimigo”, e pelo no déjà vu oitentista da deliciosa “Um Bunker Pra Dois”, até chegar à cadência de cantiga da deliciosa “Ainda Estou Aqui Esperando Por Você”, indiscutivelmente as melhores faixas do álbum!

Nenê Altro traz um tom pessoal e confessional impresso em “Classe de 1972”, nova fase de suas carreira de mais de três décadas, assombrado pelo espírito oitentista do Rock nacional e internacional, das usuais influências de The Smiths, Legião Urbana, The Cure, e The Mission, mas também de Big Audio Dynamite, Pretenders, The Jam e Stiff Little Fingers.

Na verdade, se formos analisar a história pela frieza dos fatos, este projeto existe desde 2004, sobre a alcunha de Nenê Altro & O Mal de Caim. Inclusive, o embrião desse álbum começou com a última demo da banda Nenê Altro & O Mal de Caim (2004-2015). Todavia, a projeto passou por uma reformulação e Nenê decidiu começar do zero e lançar um primeiro álbum apenas com seu nome. A formação aqui é completada pelos competentíssimos Edu Krummen (Guittarra), Bruno Bento (Baixo) e JJ Junior (Bateria).

Nesse contexto, o teor pessoal e confessional impresso em “Classe de 1972” é mais do que esperado, o que explicaria o espírito oitentista que assombra o trabalho, seja pela geometria nacional, ou internacional, das usuais influências de The Smiths, Legião Urbana, Plebe Rude, Zero, e The Jam, mas também de Big Audio Dynamite, Pretenders, The Jam e Stiff Little Fingers, numa receita que pode ser bem compreendida ao desconstruir faixas mais simples como “Sinceridade”, ou na veia rocker de “Vera Cruz”, e “Alma Negra”.

Confira o clipe de “Estilo Baixa Classe”…

Mas esta coleção de referências está longe de ser um problema. Muito pelo contrário! Nenê consegue tirar o mofo das influências ao colocar muita entrega em sua performance, além de dinamizar os arranjos com muita organicidade na produção, detalhes diferenciados aqui e acolá, e fluidez nas performances.

Para completar o quadro musical, ainda pincela um acinzentado urbano nas guitarras do Rock Clássico, iluminadas por melodias construídas à base de emoções cotidianas, como transeuntes noturnos e uma rua tradicional, pavimentada pela atitude, como bem mostra a distorção controlada de “Outsider em Português”, ou no punk “à moda Ramones” de “Vera Cruz”.

Logicamente, algumas composições tangenciam o trabalho da banda Nenê Altro & O Mal de Caim, com as tonalidades monocromáticas, ou crepusculares da cena darkwave/gothpunk, mas agora elas vêm despidas das timbragens e texturas distorcidas, com uma limpidez quase nua nos arranjos, e muita sinceridade nas linhas vocais que transparecem a experiência de Nenê Altro, como bem revelam as introspectivas “Além das Tuas Pontes” “Hoje a Polícia Vai Trazer As Luzes Para a Festa”.

“Classe de 1972” é basicamente um álbum de canções! O que significa que nada existe se não for em prol da construção harmoniosa e envolvente da composição como um todo, conjurando da simplicidade um álbum sensível, honesto, e viciante!

Ouça o álbum na íntegra, via Spotify…

 

 

Anúncios

E aí? Curtiu? Conte-nos o que achou desta postagem, mas seja educado, por favor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s