LIVRO: “Benjamin”, de Chico Buarque

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Por Laira Arvelos

Chico Buarque Benjamin 2
Chico Buarque: “Benjamim” *Companhia das Letras, 1995)

“…assistiu ao que já esperava: sua existência projetou-se do início ao fim, tal qual um filme, na venda dos olhos. O tempo que se estabelece para essa existência é o mínimo possível, o tempo da morte em plena consumação: não há perspectiva futura e o passado se trona completamente presente.” 

 

Francisco Buarque de Hollanda, completou no último dia dezenove 73 anos, ícone da música brasileira, com cinco décadas de carreira, Chico Buarque possui uma vasta bagagem eclética com obras onde é notória uma preocupação política e social.

Sou declaradamente encantada pela sua obra musical, as suas músicas são do primeiro time da chamada MPB e tem sido premiada ao longo de sua carreira. Clássicos como Construção, Geni e o Zepelim, Cálice, João e Maria entre outras, são garantia de inspiração, revolta e poesia.

Imagem relacionada

Benjamim, o segundo romance de Chico Buarque, ícone da Música Brasileira, com ritmo cinematográfico, suspense, e a identidade da sua escrita impressa na descrição das minúcias, das várias perspectivas, da complexidade dos personagens e dos cenários confusos… 

Além de cantor e compositor, Chico é também escritor com uma produção literária não muito ampla, mas solidamente constituída, como o querido Chapeuzinho Amarelo (1980), Estorvo (1991), Budapeste (2003), Leite Derramado (2010) e, mais recentemente, O Irmão Alemão (2014).

Benjamim, o segundo romance de Chico, permeia a história de um ex modelo fotográfico Benjamim Zambraia que tem fixação pela morte de Castana Beatriz, razão e enigma de sua vida e como o mundo passeia frente aos seu olhos em sua câmara invisível que ‘construiu’ desde sua adolescência para ver o mundo, o que já não mostra duas visões mas sim um delírio, uma sobreposição de cenários, onde vê o seu passado, o que se passa dentro e fora de si, onde estabelece associações  e reforça sua obsessão com a jovem Ariela Masé, que seria  para ele filha de Castana, uma ‘outra Beatriz’. Historicamente a narrativa compreende duas décadas, a primeira na década de 60 com Castana, e com Ariela já na década de 70.

A estreia de Cleo no cinema – BenjamimA obra foi para as telas do cinema em 2004,  numa adaptação homônima e premiada, dirigido por Monique Gardenberg, trazendo Cléo Pires como Ariela Masé e Castana Beatriz, e Paulo José  e Danton Mello como Benjamim…

Com uma linha tênue de suspense, Benjamim passa pelas sucessivas situações que bifurcam ora na revelação do passado de Beatriz, ora no final do romance na casa verde, que seria o ponto de encontro entre passado e futuro, o final das coincidências; o destino.

Com uma estrutura circular, o livro passa uma impressão de ser uma obra cinematográfica, onde uma a uma as cenas são projetadas no jogo de reflexos da memória, na percepção da finitude do tempo, do futuro, da natureza humana, do destino e da morte. A história permanece carregada até seu desenlace.

Confira o trailer da adaptação… 

Na narrativa constante é possível encontrar a identidade do autor e sua forma original de descrever as minúcias, as várias perspectivas, a complexidade dos personagens e cenários confusos, o que pode atordoar o leitor mais desavisado. Um livro pequeno, mas que claramente é direcionada aos leitores mais ‘maduros’ acostumados com uma leitura mais consistente. É perceptível também a sua forma de expressar ritmos na cadência da história e lirismo quando compreende os personagens.

 Uma tragédia sobre fracasso, culpa, desvario e fixação no passado que promete ao leitor  doses de vertigem, criando um enredo onde o leitor é cúmplice de uma história angustiante, sólida, mas que ao final não ousa ou surpreende como se espera.

Anúncios

E aí? Curtiu? Conte-nos o que achou desta postagem, mas seja educado, por favor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s