ATUALIZANDO A DICOTECA: Heaven Shall Burn, “Wanderer” (2016)

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

heaven-shall-burn-wanderer-cover
Heaven Shall Burn: “Wanderer” (2016, Century Media, Sound City Records, Shinigami Records) NOTA:8,5

Acredito que se “Wanderer”, oitavo álbum da banda alemã Heaven Shall Burn, não brigar pelo posto de melhor da discografia, junto a “Antigone” (2004), “Iconoclast” (2008) e “Veto” (2014),  certamente será aclamado como o mais pesado. Não que a banda se furtasse do peso em suas composições, pelo contrário, sempre foi definidamente agressiva e pesada na sua dança ciclotímica entre o Death Metal Melódico, o Deathcore, e o Metalcore.

Todavia, a concisão da massa sonora deste novo trabalho chama a atenção, principalmente pelo menor espaço dado às influências do Hardcore e pela reafirmação dos elementos metálicos ao longo das composições, sem alterar sua identidade. Faixas como “Prey to God” (que traz a participação de George “Corpsegrinder” Fisher, do Cannibal Corpse), “They Shall Not Pass” “Downshifter”, por exemplo, fincam os dois pés no Death Metal puro, virulento, e técnico. Impossível não dizer que estas são três das melhores do trabalho.

Resultado de imagem para Heaven Shall Burn wanderer

Se “Wanderer”, oitavo álbum da banda alemã Heaven Shall Burn, não brigar pelo posto de melhor da discografia, junto a “Antigone” (2004), “Iconoclast” (2008) e “Veto” (2014),  certamente será aclamado como o mais pesado…

E nestas faixas podemos perceber que as linhas vocais estão mais poderosas e agressivas do que nunca, as guitarras imprimem uma brutalidade impecável, por riffs pujantes e solos agudos, a seção rítmica continua esmagadora e explosiva, e as letras ainda mais intensas. Até o reforço de René Liedtke, que participara em “Veto” (2014), nas guitarras e vocais permanece.  Vale registrar que este é o primeiro álbum registrado Christian Bass na bateria, que assumiu o posto do membro-fundador Matthias Voigt.

Ou seja, tudo está em seu devido lugar e a máquina continua azeitada, produzindo composições brutais, e impactantes. Só que agora, aquela veia experimental que latejava em alguns momentos, foi trocada por um viés melancólico e acinzentado, como revelam partes da ótima “Save Me”  e pelo cover do My Dying Bride (mantendo a tradição das releituras nos álbuns) para o clássico “The Cry of Mankind” (que tem participação de Aðalbjörn Tryggvason, do Sólstafir).

Confira o clipe da faixa “Corium”… 

Sempre variando velocidade e intensidade (leia-se: peso), é nos momentos onde a melodia melancólica se junta às formas do Death Metal Melódico que percebemos como a banda amadureceu sua formatação musical extrema, dando mais dinamismo dentro de uma esqueleto mais acessível (leia-se: menos experimental). Confirmam este fato faixas como “Bring The War Home”“A River of Crimson”, “Passage of the Crane” “Corium” (esta com Nick Hipa, ex-As I Lay Dying, nas guitarras), que se mostram esmeradas em seus mínimos detalhes.

Confesso que  “Wanderer” já caiu no meu gosto pessoal desde a primeira faixa, “The Loss of Fury” (com sua angústia concentrada), pois aqui já vinha exposto algo que é permanente em todas as composições: os elementos cativantes vêm dos detalhes, variados num contexto geral (como os pontuais vocais femininos à cargo de Katharina Radig), que permeiam  os arranjos construídos ora sob precisão matemática, ora por evoluções melódicas.

Confira o clipe da faixa “Passage of the Crane”… 

A produção robusta do guitarrista Alexander Dietz dá sua contribuição para o resultado final impactante, pois soa moderna sem ser pausterizada, potencializando as guitarras e a coluna estrutural baixo-bateria, e nos entregando um álbum agressivo de uma banda cujas engrenagens pesadas estão em alta rotação.

Anúncios

E aí? Curtiu? Conte-nos o que achou desta postagem, mas seja educado, por favor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s