ATUALIZANDO A DISCOTECA: Rikard Sjöblom’s Gungfly, “On Her Journey To The Sun” (2017)

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.

Press_Cover_01 650
Rikard Sjöblom’s Gungfly: “On Her Journey To The Sun” (2017, Inside out Music) NOTA:9,5

Alguém muito mais gabaritado do que este vos escreve já registrou publicamente a indagação do que há na água da Suécia, para que surjam tantos nomes de excelência musical naquele país, numa diversidade de gêneros. E quando peguei este trabalho para ouvir só conseguia repetir esta questão na minha mente, pois aqui, a simplicidade ganha sobreposições em si própria, transformando-se numa música acessível, mas de tonalidades progressivas. Moderna, mas com aroma vintage. Rústica e crua, mas de excelência musical.

Rikard Sjöblom é um músico por natureza, tendo registrado uma fita demo com covers dos Beatles (e enviado-a para a Sonet Records, que a rejeitara) aos onze anos de idade, quando já dominava instrumentos como guitarra e o acordeon.  De 1994 a 1998 formou bandas em torno da sonoridade grunge, skate punk, e até mesmo Death Metal. Em 1999, influenciado por nomes como King Crimson e Gentle Giant adquiriu seu primeiro órgão. Inquieto, formou o Beardfish em 2001, que teve relevância internacional com o álbum “The Sane Day”, quando chamaram a atenção da gravadora Inside Out Music e do músico Mike Portnoy, que elencaria “Sleeping In Traffic, Pt. 1”, próximo álbum da banda, como um dos melhores trabalhos do ano. O Gungfly é seu mais novo projeto, após o hiato do Beardfish, que já tem o ótimo “The Unbendable Sleep”, lançado em 2016, e agora chega com o este impecável “On Her Journey To The Sun”.

Rickard Sjöblom's Gungfly

Rikard Sjöblom,  líder do Beardfish, dá um novo tempero ao Rock Progressivo de nomes como King Crimson e Gentle Giant,  explorando, ao longo de “On Her Journey To The Sun”, texturas, contrastes e timbragens do gênero, com intensas letras, insanos e complexos andamentos instrumentais, espectro folk, e pinceladas jazzisticas.

“Of The Orb”, uma suíte de mais de dez minutos, abre o trabalho com sonoridade macia, guitarras classicamente timbradas e intensidade calculada, mas com feeling, mesclando influências alternativas com Rock Progressivo setentista, oxigenado por constantes e inesperadas mudanças de andamentos.

O que temos em “On Her Journey To The Sun” é uma exploração de texturas, contrastes e timbragens da escola progressiva, por virtuosas e complexas linhas de teclado sobre rígidos andamentos de guitarra-baixo-bateria, e vocais emocionais, mas com sobriedade.

Além disso, temos intensas letras, insanos e complexos andamentos instrumentais (como na intrincada “My Hero”) pareados a climáticos momentos, espectro folk (como na bela e melancólica “He Held An Axe”) nas seis cordas, pinceladas jazzísticas (como em “If You Fall, pt 1) e pontuais cores eruditas (como em “Over My Eyes”).

Confira o clipe de “He Held An Axe”… 

As texturas diferentes de guitarra sobrepostas e dialogando com muita eloquência musical ainda evidenciam uma orientação pop (como escancaram “Old Demons Die Hard” “The River of Sadness”) nas composições que foram sublimadas por linhas progressivas que emergiram de modo natural, resultando numa dualidade que se entrelaça, duela, e aquieta por um contraste de progressões intrincadas e melodias envolventes.

Confira uma performance para a faixa título… 

“Polymixia”, por exemplo, brinca com passagens típicas dos grandes nomes do jazz fusion, se desenvolvendo para uma dança entre teclados com sabor sintetizado e estrutura Hard Rock, desenvolvendo uma exploração instrumental instigante e rebuscada, enquanto “Keith (The Son of Sun)” é uma clara homenagem ao mestre Keith Emerson, do histórico Emerson, Lake and Palmer, que faleceu “recentemente”.

A produção orgânica deu um sabor natural às composições que soam diferenciadas entre si, neste que será um dos grandes álbuns progressivos, não só do ano, mas, quiçá, da década.

Anúncios

E aí? Curtiu? Conte-nos o que achou desta postagem, mas seja educado, por favor!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s